Contos eróticos

Virgens

Comeu-me enquanto eu fingia dormir
Publicado em 2016-01-12 na categoria Contos eróticos / Virgens

Chamo-me Mónica (nome fictício), tenho 35 anos e vou confessar algo que está a acontecer comigo e que nunca tive a coragem de contar para mais ninguém. No ano passado nós alugamos uma casa de férias numa determinada praia. Era eu, o meu marido, os meus filhos, a minha irmã, marido e filhas. A nossa ideia era passar um mês por lá dividindo o arrendamento da casa.


O meu enteado
Publicado em 2015-11-18 na categoria Contos eróticos / Virgens

Chamo-me Beatriz. Sou uma mulher de 35 anos e infelizmente muito mal-casada. O meu marido Ricardo, de 48 anos, caiu na asneira de arranjar uma amante. Quando eu descobri, a coisa ficou tão feia que quase nos separamos. Por conveniência, continuamos a viver juntos, numa relação de fachada, para preservar o bem estar familiar e os negócios que temos juntos. No entanto, não temos relações sexuais há quase dois anos.


Abusada pelo padrasto
Publicado em 2015-11-04 na categoria Contos eróticos / Virgens

Após o divórcio dos meus pais, fiquei a viver com a minha mãe e os meus avós maternos. Tinha então 15 anos e era uma menina muito inocente ainda. Durante cerca de um ano a minha mãe envolveu-se com alguns homens até que decidiu assentar, começando a namorar com um homem mais novo do que ela. Ao contrário dos meus avós, eu gostava dele porque ele dava-me prendas...


O TPC foi a desculpa perfeita
Publicado em 2015-10-07 na categoria Contos eróticos / Virgens

Chamo-me Sabrina e tenho 16 anos. Sou uma rapariga alta, magra e bonita. Tenho a sorte de ser morena, os meus cabelos são castanhos, assim como os meus olhos. Não considero ter grandes atributos físicos, tenho uns seios médios, não são pequenos e nem excessivamente grandes. E contra mim tenho o facto de ser uma rapariga muito tímida e reservada.


Desejos de verão
Publicado em 2015-10-01 na categoria Contos eróticos / Virgens

Vou relatar uma história de como perdi a minha virgindade com uma mulher, e que mulher! Ela era casada e era minha vizinha. Não a seduzi, nem ela me seduziu a mim, e entre nós, nunca houve nada de especial, um olhar, um gesto ou um piropo... Na realidade, ela nem soube que fiz sexo com ela... e muito menos a minha responsabilidade no que lhe aconteceu...


As boleias
Publicado em 2014-05-09 na categoria Contos eróticos / Virgens

Ao ficar subitamente desempregada, fiquei com muito tempo livre. Por norma ficava por casa, dedicando-me às limpezas domésticas, a cozinhar e a ver novelas e os programas de entretenimento vespertinos. Devido a uma greve dos transportes, tive que começar a levar os meus filhos à escola. Estava muito longe de imaginar o que as rodas do destino estavam a preparar-me...


A bela adormecida
Publicado em 2014-01-20 na categoria Contos eróticos / Virgens

Como é normal, quando começou a despertar em mim a curiosidade pelo sexo, comecei a imaginar que fazia sexo com todas as mulheres que conhecia, começando pela minha própria mãe, irmã, primas, vizinhas a até algumas que via nas revistas e na televisão. Aos 11 masturbei-me pela primeira vez, começando a fazê-lo quase diariamente até que dois anos depois, tive a minha primeira experiência.


Apanhada de surpresa
Publicado em 2013-12-18 na categoria Contos eróticos / Virgens

Chamo-me Regina, tenho 17 anos e sou filha única. Os meus pais são muito conservadores e protectores. Temos um bom ambiente familiar e por norma, eles participam em todas as decisões da minha vida. No campo amoroso, alertam-me sempre para ter cuidado com os rapazes e são muito selectivos quanto aos atributos de um futuro namorado que eu tivesse.


Quanto mais velho melhor - VI
Publicado em 2013-06-18 na categoria Contos eróticos / Virgens

No dia seguinte à minha iniciação, apesar de mal me conseguir mexer, tinha o corpo todo dorido, assim como a minha rata que estava bastante inchada, estava visivelmente feliz. Os três voltaram a juntar-se em casa do meu avô e gozaram comigo sobre o mau jeito que eu tinha dado no dia anterior. O meu avô obviamente não percebeu as indirectas deles, mas eu não evitei sorrir.


Quanto mais velho melhor - V
Publicado em 2013-06-14 na categoria Contos eróticos / Virgens

Depois da incrível experiência de ter feito sexo com dois homens no dia em que decidi entregar a minha virgindade, ainda tinha um terceiro sentado no sofá da sala à espera da sua oportunidade para me comer também. Apesar de já me começar a sentir cansada, e algo dorida, o facto era que eu sentia-me terrivelmente excitada com tudo aquilo. Nem nos meus mais ousados pensamentos ou sonhos, imaginei tal coisa...


2  3    seguinte 
 
Informe Abusos | Mapa do site | Copyright | Franchising | Contactos

ErosGuia 2012
Desenvolvido por Ideia CRIATIVA